Resumo Resumo da Semana Xbox #40 - 8 a 12 de abril

ronabs

Opa
Moderador
10,836
20,119
Porto Alegre
#1
Fala, pessoal. Como é bom ligar o Xbox, ir na aba do Game Pass e encontrar mais jogos pra jogar ali, na facilidade, né? Esta semana, ficamos sabendo de mais jogos que chegarão ao programa nos próximos dias - alguns até já estão disponíveis. Mas não é só isso: encontrei um material bem legal de Halo que já está sendo construído há bastante tempo e lida com a história da franquia e do universo, tivemos também novidades do Anniversary Update de Sea of Thieves, opiniões sobre a falta de conteúdo do Google Stadia, a data do próximo Inside Xbox que trará algumas novidades da marca, o novo jogo da Respawn sobre Star Wars que será revelado amanhã (sábado) e, claro, ela, a Spring Sale, essa promoção delícia com muito jogo em ofertas especiais para usuários Silver/Gold, além de promoções fenomenais de Xbox Live Gold e Xbox Game Pass (três meses por R$ 1,00, nem dá pra acreditar). No fim, tem ainda os lançamentos desta semana, os da próxima e também um compilado de links pra ler sobre videogames no geral.

MONSTER HUNTER WORLD, PREY E MAIS CHEGANDO AO GAME PASS + PROMOÇÃO TRÊS MESES POR R$1

Quando a Microsoft criou o Xbox Game Pass, a intenção era que o programa fizesse as pessoas jogarem mais jogos, aproveitassem títulos que, talvez, elas não comprariam. Quase dois anos após seu lançamento, dá pra falar com tranquilidade que este objetivo foi alcançado com louvor. Não só a gente passa o mês inteiro sempre com algo pra jogar, como o assunto volta e meia fica em evidência, com as mudanças recentes de incluir jogos no programa meio na doida, a qualquer momento. Nesta semana, ficamos sabendo seis novos jogos, dois já disponíveis e quatro chegando em breve.

Desde ontem, assinantes podem aproveitar Prey, um dos grandes immersive sims desta geração e também um dos mais subestimados: muita gente coloca o jogo entre os melhores de toda a geração, não somente me seu gênero, certamente vale o download. O outro é The Golf Club 2, um dos poucos representantes do golfe no calendário dos jogos de esportes. Partindo para a próxima semana, na quinta-feira, 18 de abril, chegam ao Game Pass o arrasa-quarteirão do mês Monster Hunter: World, sensação de 2018 que vendeu mais de 12 milhões de unidades e apresentou a franquia Monster Hunter para uma infinidade de pessoas; e, pra quem curte uma história, tem mais um jogo de The Walking Dead: A New Frontier é o terceiro capítulo da saga, onde acompanhamos uma família que, apesar das circunstâncias, consegue se manter unida, consegue fazer dar certo - uma grande lição para Clementine, que não tinha este referencial desde o início do apocalipse zumbi. Pulando uma semana, teremos mais dois jogos: Life is Strange 2 - Episode 2, o segundo episódio da nova aventura maluca da Dontnod, no dia 24 de abril; e, por último, no dia 25, Resident Evil 5, versão remasterizada do jogo da geração passada e que tem um componente cooperativo bem forte.

Por outro lado, alguns jogos também saem. Na semana passada, o True Achievements encontrou alguns jogos que sairão do programa: no dia 21 de abril, Outlast; e, no dia 30 de abril, Homefront: The Revolution, OlliOlli2 XL Edition, Sheltered, Sonic & Knuckles e Unmechanical: Extended. Agora, outros jogos apareceram na lista de remoções: OlliOlli, Pumped BMX+, The Golf Club e The Swapper. Estes não tem as datas aparecendo ainda, mas quem quiser aproveitar, é bom correr.

Mas ainda tem mais: está rolando uma promoção de Game Pass pra jogador nenhum botar defeito. É, tranquilo, a melhor promoção de Xbox Game Pass já feita pela Microsoft. Até o dia 12 de maio, quem não tiver uma assinatura ativa pode garantir três meses de Game Pass por apenas R$ 1,00. Isso mesmo, não é um mês por R$ 1,00, mas três meses - 33 centavinhos por mês pra ter mais de 200 jogos à disposição. Pra aproveitar essa promoção incrível, é só clicar aqui. E, se você quiser saber quais são os mais de 200 jogos disponíveis, o clique é aqui.

A TIMELINE DE HALO EM CONSTANTE EVOLUÇÃO

Halo é uma das maiores franquias da história dos videogames, ponto. O que surgiu como um jogo em terceira pessoa para Mac acabou virando um dos FPS mais idolatrados de todos os tempos, tornando-se também o símbolo da Microsoft no mercado de videogames e o pilar de toda a sua estratégia quando entrou neste mercado, em 2001. De lá pra cá, muita coisa aconteceu e Halo evoluiu de um jogo de videogame para um produto transmídia, já que a expansão do universo acabou quebrando barreiras e se espalhando para outras áreas do entretenimento.

Por um lado, perfeito: mais conteúdo pra quem ama a franquia. Por outro, um efeito colateral: muitas vezes, pra realmente entender os jogos, as motivações, é preciso buscar conhecimento em outras mídias - e Halo tem tanta coisa que, em um primeiro momento, pode ser bem intimidador: 13 jogos, 42 livros e HQs, quatro conteúdos audiovisuais, totalizando quase 60 obras. Poucas franquias tem um universo tão rico a ponto de poder se desdobrar de tantas maneiras e continuar interessante para o público.

Pensando nisso, o Windows Central iniciou, no ano passado, uma série muito legal sobre a história completa de Halo: o início do universo, com a treta entre Precursors e Forerunners e a guerra entre humanos x Forerunners que quase extinguiu a humanidade, a formação e expansão dos Convent, os primeiros contatos da raça humana com os Covenant e a guerra entre eles, a queda de Reach, o surgimento do Arbiter e muito mais. São textos bem extensos e densos, que transitam por várias origens de conteúdo pra elencar uma timeline de acontecimentos fácil de ser entendida. Esses links acima são dos textos desses assuntos, mas no link abaixo tem um hub com a série completa, são 12 textos ao todo e estão em inglês.
Fonte: Windows Central

ANNIVERSARY UPDATE TRAZ NOVOS ARES PARA SEA OF THIEVES

No fim do mês, a Rare vai disponibilizar aos jogadores de Sea of Thieves o Anniversary Update, uma série de melhorias e novidades para o jogo, em celebração ao seu um ano de existência. Nesta semana, começaram a surgir os previews da galera que já está jogando e testando estas novas funcionalidades, que servem para colocar uma tampa no caixão do pessoal que criticava a falta de diversidade de conteúdo do jogo, especialmente em seu lançamento. Com isso, a Rare espera reconquistar marujos perdidos no meio do caminho, além de transformar espectadores em marinheiros de primeira viagem.

Uma das novidades mais aguardadas (por mim pelo menos) é a inclusão de um modo "história", ou quase isso: pequenos contos que contam alguma coisa, que não deixam a função de criar o storytelling apenas de forma imersiva como acontece hoje, mas de um jeito mais tradicional, com personagens, vozes e tudo, e gostei de ver as comparações encontradas por diversos previews falando sobre as influências de Indiana Jones e até Goonies. O primeiro arco deste novo modo, chamado Tall Tales: Shores of Gold, é composto de nove missões, e mais arcos serão adicionados no futuro. Mesmo sendo uma história mais centrada, o jogo ainda se passará no mesmo mundo compartilhado de Sea of Thieves, então, nada impede do jogador sofrer um ataque ou encontrar outros barcos durante a jornada.

Mas não é só isso: muita gente pediu e a Rare também vai adicionar um modo de pesca no jogo - e ele não vai estar lá só pra cumprir tabela. Incluindo a novidade às mecânicas do jogo, será adicionada uma nova companhia de caça ao jogo, que poderá comprar seus peixes (são 50 espécies ao todo) e também todos os animais que o jogador caçar, já que agora, eles derrubam carne ao serem abatidos. E, por último, tem também o tão aguardado modo Arena, este sim separado do hub principal, onde cinco equipes de até quatro jogadores vão se degladiar na terra e no mar pelos tesouros, pela glória.

Tudo isso e muito mais chega ao jogo no dia 30 de abril, e sabe o melhor? Tudo de graça! Parabéns à Rare e à Microsoft pelo excelente suporte ao jogo. Ah, última coisa, falando em suporte, o Joe Neate falou recentemente que a proporção entre compradores e assinantes do Game Pass que jogam Sea of Thieves é quase 50/50 - a última métrica de jogadores que temos é que Sea of Thieves já passou dos 5 milhões de jogadores (isso em julho do ano passado), ou seja, o jogo vendeu, efetivamente, pelo menos 2.5 milhões de cópias, porque continuou sendo vendido desde então, naturalmente. Parabéns de novo.
Fontes: Eurogamer, GameInformer, Windows Central

GOOGLE STADIA TEM A INFRAESTRUTURA, MAS NÃO TEM O CONTEÚDO

Quem acompanha atentamente a Microsoft nos últimos anos, entendendo o que ela está fazendo, já se ligou e viu bastante ela falar sobre três frentes fundamentais para o futuro da sua área de games: content (conteúdo), community (comunidade) e cloud (nuvem), e a gente até já falou de forma bem extensa sobre isso aqui no PXB. Juntos, estes atributos constroem o que o Xbox tem de melhor hoje, e é o caminho trilhado pela Microsoft para se diferenciar no mercado de hoje nos consoles, e no de amanhã também, com o streaming.

Mas, outras empresas também estão de olho neste segundo mercado, sendo a Google uma delas. Após apresentar o Stadia no mês passado, muito tem se falado sobre o futuro dos games e a força da empresa no que se refere a servidores espalhados ao redor do mundo. A Microsoft reconhece essa força, mas, para Mike Nichols, Chief Marketing Officer de Xbox, a empresa também tem suas fraquezas: a infraestrutura da Google é realmente grande, com 7.500 servidores espalhados pelo mundo, mas, ao contrário da Microsoft, eles não possuem laços fortes com desenvolvedoras e publishers. Segundo ele, "competidores emergentes como a Google podem ter a infraestrutura em nuvem, a comunidade com o YouTube, mas eles não possuem conteúdo". E é verdade, já que, desde a criação do Xbox em 2001, a Microsoft estabeleceu conexões com empresas de todo o mundo.

Por último, novamente para acalmar quem ainda possa ver a guinada da Microsoft para o streaming como um movimento que deixa o console Xbox de lado, ele reforçou que apesar da disponibilidade da nuvem ser maior, a melhor experiência continuará acontecendo nos locais onde houver processamento local: leia-se, consoles Xbox e computadores Windows 10.
Fonte: Wccftech

INSIDE XBOX DE ABRIL ANUNCIADO PARA TERÇA-FEIRA, 16 DE ABRIL

Nesta semana, o Major Nelson divulgou quando será a próxima edição do Inside Xbox, programa mensal da marca para promover seus jogos, lançamentos, novidades e mais. Será nesta terça-feira, 16 de abril, a partir das 18h, com transmissão nos canais oficiais do Xbox no Mixer e YouTube. O programa terá 1h de duração e, entre os assunto: Xbox Game Pass, detalhes do Anniversary Update de Sea of Thieves, a primeira aparição de Warhammer Chaosbane beta, uma olhadinha exclusiva em Rage 2, vários anúncios sobre a retrocompatibilidade e também uma visitinha especial de Rod Fergusson, da The Coalition. Nos assuntos extraoficiais, rumores indicam que o Xbox One S All-Digital Edition e o Xbox Game Pass Ultimate também podem dar as caras no programa. Então, já marca aí no calendário: terça-feira, 16 de abril, às 18h (Brasília).
Fonte: Xbox News

NOVO JOGO DE STAR WARS DA RESPAWN SERÁ REVELADO AMANHÃ

Durante a EA Play do ano passado, a EA fez um anúncio bastante inusitado: sentado na plateia, como quem não quer nada, Vince Zampella (da Respawn Games) anunciou que eles estavam fazendo um jogo de Star Wars que seria lançado em 2019. Sem mostrar, sem levar no palco, nada, como quem não quer nada. Depois de quase um ano, finalmente vamos ver do que se trata. Desde ontem até terça-feira, 16 de abril, está rolando a Star Wars Celebration, em Chicago, um evento voltado a falar tudo sobre o universo Star Wars - entre eles, o jogo da Rewpawn.
Star Wars Jedi: The Fallen Order teve pouca coisa divulgada até agora, além de ser um jogo que se passa entre os episódios III e IV, na chamada "era sombria" da franquia, quando os Jedi estão sendo caçados pelo universo. Quem quiser assistir, é só entrar no canal da Twitch da EA amanhã, 13 de abril, às 15h30min no horário de Brasília.
Fonte: Twitter EA Star Wars

SPRING SALE COM MAIS DE 500 TÍTULOS E DLCS EM PROMOÇÃO

A promoção que todo mundo estava esperando chegou: a Spring Sale traz mais de 500 títulos e DLCs em promoção para todo mundo, com usuários Live Gold ganhando 10% a mais de desconto. Falando em Live Gold, ela está em promoção pra quem não é assinante, saindo R$ 1,00 por um mês - logo, vale a pena assinar pra garantir os jogos do Games with Gold (The Technomancer, Outcast: Second Contact, Star Wars Battlefront II e Ghost Recon Advanced Warfighter 2), além, claro, dos descontos da promoção. E falando em desconto, o melhor dessa Spring Sale é, com certeza, o Xbox Game Pass: quem não tem uma assinatura ativa pode assinar três meses por R$ 1,00, é a melhor promoção de Game Pass que a Microsoft já ofertou. Pra quem já é, pode renovar por três meses por R$ 43,00
Indo para os jogos, tem muita coisa em promoção por excelentes preços: Assassin's Creed Odyssey Deluxe por R$ 75,75, Crash Bandicoot N'Sane Trilogy por R$ 75,00, Dragon Ball FighterZ por R$ 62,50, Far Cry 5 por R$ 49,75, Hollow Knight - Voidheart Edition por R$ 32,97, Resident Evil 7 por R$ 74,50, Watch Dogs 2 por R$ 29,85 e muito mais. Clique aqui pra acessar a lista com os jogos em promoção, trocar ideia com a galera, tirar dúvidas e tal. Ah, comprando pelos links do PXB, você ainda ajuda a manter a casa funcionando.

Além disso, tem também uma lista do Deals with Gold que continua, mesmo com a promoção grandona rolando, e tem alguns jogos com bons preços lá, como Overcooked, Owlboy e Redout. Pra ver a lista completa das promoções da semana, é só clicar aqui. E, pra quem gosta de gamerscore, o True Achievements preparou uma lista com as barbadas da semana.

LANÇAMENTOS DA SEMANA QUE PASSOU

LANÇAMENTOS DA PRÓXIMA SEMANA
Segunda-feira, 15 de abril
Terça-feira, 16 de abril
Quarta-feira, 17 de abril
Quinta-feira, 18 de abril
  • God's Trigger (One More Level/Techland) - R$ 56,00 (Xbox One X Enhanced)
LINKS INTERESSANTES
  • Below and the difficulty in crafting difficulty - Below é um jogo que chamou muito a atenção quando foi anunciado em 2013 mas que levou um tempinho pra ser lançado, no fim de 2018. Ele chegou e, ao se apresentar de forma completa aos jogadores, causou um certo estranhamento devido à sua proposta, mais cadenciada, com forte gerenciamento de recursos para se manter vivo. É um mundo que está, a todo momento, repelindo o jogador - e o diretor criativo e co-fundador da Capy Games, Kris Piotrowski, acredita que existe um espaço para jogos ultra-difíceis. É uma boa leitura. | Rock, Paper, Shotgun
  • Frostpunk vai chegar ao Xbox One em breve - Frostpunk ganhou bastante atenção no ano passado por ser um jogo de estratégia onde, mais do que precisar gerenciar os recursos, o jogador tem que tomar decisões morais bem complicadas para garantir a sobrevivência da população local. A janela de lançamento foi marcada para o verão americano (nosso inverno), e a versão de console vai ter todos os updates gratuitos já lançados na versão de PC, incluindo o DLC The Fall of Winterhome. | Windows Central
  • How Games Get Balanced - Pra todo jogo que jogamos, alguém teve que parar pra pensar em uma coisa minúscula, que pouca gente percebe mas que é muito importante: o balanço, encontrar aquele nível perfeito entre a dificuldade, o dano que cada inimigo faz/recebe, o dano de cada arma, a força de cada personagem. Isto acontece porque é preciso encontrar um meio termo, evitando a criação de personagens (e aqui, vale tudo: lutadores, carros, jogadores, heróis/lendas, etc.) muito poderosos que ficam muito acima da média a ponto de "quebrar" o jogo. Neste vídeo, a gente vai entender um pouco como os desenvolvedores fazem pra encontrar esse ponto ideal, com um olhar especial para jogos multiplayer. | YouTube Game Maker's Toolkit
  • IGN Unfiltered #41 com Yves Guillemot - Neste episódio, Ryan McCaffrey da IGN americana conversa com Yves Guillemot, CEO da Ubisoft e grande responsável pelo sucesso das empreitadas da Ubisoft, sendo hoje a quarta maior publisher do mundo, atrás de Activision Blizzard, Electronic Arts e Take-Two. Falando em EA, a queda de braço entre Ubisoft e Vivendi é recente (com Yves ganhando no grito), mas vocês sabiam que a EA teve quase 20% da Ubisoft entre 2004 e 2010? Nesses mais de 50 minutos de conversa, eles conversam sobre a criação da empresa, como ele conheceu pessoas importantes como Michel Ancel, construindo a parceria com Tom Clancy e, claro, a próxima geração de consoles. O vídeo está no YouTube, mas quem quiser pode procurar pela versão em podcast no seu agregador de podcasts favorito. | YouTube IGN
  • Jogando Papo fala sobre Google Stadia e mais - Nesta semana, a turma do Jogando Papo comentou sobre a novidade da Google apresentada na GDC, sua entrada na área de games tradicionais com o Stadia, sua plataforma de streaming, falando também sobre suas diferenças em relação às outras opções disponíveis atualmente e o que ainda está por vir. Quem quiser comentar sobre, tem tópico aqui no PXB também. | Jogando Papo
  • Jogos pouco conhecidos que estão chegando ao Xbox - Mais uma semana, mais jogos não tão conhecidos que estão chegando ou vão chegar em breve no Xbox. É só clicar ali pra prestigiar. | PXB
  • Should your boyfriend play Sekiro: Shadows Die Twice? - O canal Girlfriend Reviews surgiu em novembro do ano passado e rapidamente chamou a atenção pelo estilo irreverente de falar sobre os jogos, não fazendo o review de um jogo mas mostrando como é morar com alguém que joga tal jogo. Ela já falou sobre várias coisas, de Red Dead Redemption 2 a Witcher 3, de BioShock a Stardew Valley. É, quase sempre, bem engraçado. Desta vez, é de Sekiro. | YouTube Gilfriend Reviews
  • Streaming and Cloud Computing Endanger Modding and Game Preservation - Preservação de games é um assunto que volta e meia ganha um tipo de tração, muito porque a maioria das empresas não busca encontrar alternativas pra preservar seu catálogo: quantas vezes vimos empresas grandes perdendo códigos, tirando jogos de suas lojas do nada, entre outros. Quem ajuda a manter isso disponível é a própria comunidade de jogadores, através de acervos e modders espalhados pelo mundo. Agora, com a ascensão do streaming, isto pode mudar no futuro: já que todo o processamento (os dados) estarão sendo processados em um servidor central das empresas, como preservar um streaming? | Motherboard/Vice
  • The attention economy is dead - Com tanta oferta de conteúdo que temos à disposição, é bastante natural o sentimento de não ter tempo pra acompanhar tudo, jogar tudo, aproveitar os jogos que estão saindo, sempre alguma coisa fica pra trás. Afinal, a oferta é maior mas os dias ainda tem 24h e, destas 24h, tem que tirar muitas delas para as tarefas do dia a dia. No fim, sobra pouco tempo e isso influencia as empresas, que estão em constante busca da nossa atenção. Nem todas conseguem, mas a Epic, com Fortnite, parece ter encontrado uma maneira de contornar esta situação. | The Verge
  • The Return of Vampire: The Masquerade - Bloodlines - Muita gente jogou a adorou Vampire: The Masquerade - Bloodlines, muita gente passou batido e não entende o motivo de tanta empolgação por parte do público. Pra tentar entender, dois líderes dos estúdios Hardsuit Labs (Brian Mitsoda) e Paradox Interactive (Christian Schlütter) foram convidados a compartilhar suas expectativas nesta colaboração que pretende trazer uma série clássica dos RPGs de volta aos holofotes. A partir dos 7 minutos, tem até umas partes de gameplay e shots in-game. | YouTube NoClip
  • What I've learned through my quest to buy zero new games in 2019 - O backlog é um "problema" da atual geração: como o acesso aos jogos está mais facilitado do que antigamente, hoje temos dezenas, até centenas de jogos à disposição. Com isso, muita gente tem decidido comprar menos jogos (temos até a nossa Batalha do Backlog aqui no PXB, que todos podem entrar na brincadeira) - e, comprando menos jogos, muitos aprendizados vem na garupa. Não jogar algo no lançamento dá aquela sensação de fomo (fear of missing out, ou medo de perder o embalo), mas jogar algo parecido reduz esta sensação; deixar passar uma semana diminui bastante a vontade de comprar um jogo; jogar/rejogar jogos antigos pode ensinar muita coisa sobre você; tem muitos jogos gratuitos disponíveis. É algo que eu tenho reparado também, tenho comprado menos jogos (só um em 2019 e ele lança só em agosto) e me sentindo melhor aproveitando o que eu já tenho no meu tempo, sem a pressão de acompanhar a agenda de lançamentos da indústria. É uma leitura rápida mas que vale a pena. | PC Gamer
  • Which Link is strongest? (Ranking the Links from Legend of Zelda) - No mundo do entretenimento, da cultura pop, é bem normal comparar personagens de universos diferentes. Quem é mais forte, Goku ou Superman? Quem é mais rápido, Flash ou Mercúrio? Mas séries mais longevas também despertam este tipo de questionamento, e nada mais longevo do que The Legend of Zelda. Neste vídeo, busca-se encontrar a resposta para descobrir qual é o Link mais forte de todos os jogos da série Zelda. | YouTube Zeltik
  • Why Kingdom Hearts Means So Damn Much to People - É bastante natural criarmos laços afetivos com jogos de acordo com a época da nossa vida. Com Kingdom Hearts não é diferente, e, além da nostalgia, evoca diversos sentimentos nas pessoas: identidade, perdas, luto, crescimento e muito mais. Estas e muitas outras respostas foram encontradas quando o Patrick Keplek fez a pergunta desse artigo. | Waypoint/Vice

E era isso, gente. Gostei bastante dos conteúdos divulgados sobre Sea of Thieves, fui bem crítico do jogo quando lançou e até deixei de jogar, mas o excelente suporte e as novidades apresentadas estão dando aquela vontade de voltar a jogar só pra ver como anda a situação hoje, até baixei o jogo novamente e estou só esperando o Anniversary Update entrar em cena pra me aventurar de novo. Também tenho boas expectativas pro próximo Inside Xbox, tanto pelo anúncio de que teremos novidades sobre a retrocompatibilidade (Max Payne 3, apareça, por favor) como também pelos rumores de que tanto o Xbox One sem leitor de discos como o Xbox Game Pass Ultimate (assinatura que une Game Pass e Live Gold) podem dar as caras também.

A seleção de links também curti por trazer assuntos como a construção da dificuldade em Below (um jogo que gostei mas senti que não era hora de jogar, não estava disposto a aprender as mecânicas dele, quero voltar um dia), o vídeo sobre balanceamento em jogos multiplayer (algo que parece simples mas é bem complicado), a conversa com o Yves Guillemot e boa parte dos textos finais sobre a preservação dos jogos em um mundo caminhando pro streaming, a economia da atenção (um conceito não tão difundido mas, com certeza, vivido por todos nós), a volta de Vampire: The Masquerade (em vídeo, bem legal) e, o que mais curti, o da PC Gamer sobre os aprendizados da jornada de não comprar nenhum jogo - leia-se, dar atenção ao que a gente já possui.

Pra quem for jogar, boa jogatina; pra quem for se esbaldar na Spring Sale, boas compras.

 
Última edição:
1,700
1,098
Porto Alegre / RS
Xbox Live
FerreiraCES
#5
Todo mundo fala da entrada do Google e da Microsoft aos games via streaming...
Mas o que todos ignoram é a Nintendo que já testa o sistema no switch, com títulos de peso como assassins creed odyssey e RE7...
 
1,949
2,626
Xbox Live
LiinhoGamer
#7
Sea of Thieves foi tão criticado em seu lançamento que mesmo o jogo estando no game pass não me atrevi nem de baixar e testar. Agora com esse super update, farei questão de baixar já que agora parece que o jogo vai estar como deveria ter sido lançado.
 
Curtidas: RAYMON

ronabs

Opa
Moderador
10,836
20,119
Porto Alegre
#8
Sea of Thieves foi tão criticado em seu lançamento que mesmo o jogo estando no game pass não me atrevi nem de baixar e testar. Agora com esse super update, farei questão de baixar já que agora parece que o jogo vai estar como deveria ter sido lançado.
Sim, e o suporte foi bom depois do lançamento. No início, eles planejavam incluir coisas como microtransações pra itens cosméticos/pets mas, até agora, não fizeram, por não estarem satisfeitos com o resultado. Mesmo sem elas, o jogo já recebeu várias expansões, vai receber mais uma no fim do mês (a maior delas), tudo gratuito. Pegaram firme na questão do conteúdo pra acabar com essa crítica.
 

ronabs

Opa
Moderador
10,836
20,119
Porto Alegre
#10
Tô nessa de voltar ao SoT mas realmente está complicado arrumar tempo
É um problema, realmente. Eu não tinha esse hábito, mas comecei a acordar mais cedo em finais de semana pra jogar um pouco, já que durante a semana às vezes é complicado encontrar tempo pro videogame. É bom porque, com o silêncio, dá pra avançar bem e prestar atenção sem tantas distrações.