[IGN] Como eu consertaria o problema dos first-party do Xbox

Victal

Viciado
10,648
9,468
Essa é uma lista de ações sugeridas pelo Ryan McCaffrey, editor da IGN US, para "consertar" o problema com os first-party (estúdios e jogos) do Xbox. O Ryan é um conhecido fã da marca e host do podcast Unlocked.

Segundo ele, com os os cancelamento que ocorreram e o tempo que se leva para montar um estúdio novo, a MS poderia tomar algumas atitudes para melhorar a situação.

Não vou traduzir a matéria toda, o original pode ser encontrado na fonte no fim.

Na visão dele, Tio Phil poderia:

1) Rebootar Fable com a Rare
2) Fazer um RPG com visão em primeira pessoa da série Shadowrun
3) Trazer de volta Crimson Skies
4) Alan Wake 2... só faça.
5) Contratar Tomonobu Itagaki para fazer um sucessor espiritual de Ninja Gaiden
6) Produzir Splinter Cell: Chaos Theory 2 o quanto antes
7) Trazer de volta o programa Xbox Live Arcade


Fonte: http://www.ign.com/articles/2017/08/17/opinion-how-id-fix-xboxs-first-party-problem

E aí? O que vocês acham das ideias? Quais são as de vocês?
 

HelderSR

Viciado
PXB Gold
6,956
7,149
Acrescentaria Sunset Overdrive 2. Já passou da hora.
Concordo que o One está precisando de um RPG Adventure, no caso Fable.
Precisa de um jogo suspense/horror , também concordo que Alan Wake 2 seria o ideal.
Um jogo japonês, Lost Odyssey 2.
Spin off de Halo, um ODST 2.
 
Última edição:

SouzaRJ

Acho que to ficando velho
PXB Gold
9,269
6,637
Nova Iguaçu - RJ
Realmente os jogos first sempre foram um calcanhar de aquiles na MS... melhorou MUITO com o XONE, mas ainda deixa a desejar.

Basta olhar esse ano, por exemplo.

Outro fato interessante, é esse que mostra que numericamente, em 9 meses o Switch vai ter mais exclusivos do que o XONE em seus últimos dois anos.
Xbox One:
  1. Forza Horizon 3
  2. Gears of War 4
  3. Quantum Break
  4. ReCore
  5. Dead Rising 4
  6. Halo Wars 2
  7. Super’s Lucky Tale
  8. Forza Motorsport 7
  9. Cuphead
Nintendo Switch:
  1. The Legend of Zelda: Breath of the Wild
  2. 1-2-Switch
  3. Mario Kart 8 Deluxe
  4. ARMS
  5. Splatoon 2
  6. Mario x Rabbids: Kingdom Battle
  7. Pokken Tournament DX
  8. Super Mario Odyssey
  9. Ultra Street Fighter 2
  10. Fire Emblem Warriors
  11. Xenoblade Chronicles 2
Fui dar uma olhada no 2014 do XONE e se fizer uma comparação naquela época, veremos que o Switch também veio atropelando geral.

Big N fez bem o dever de casa... para os que achavam que ela estava morta, olha ai o defunto puxando o pé dos outros rs.
 
  • Curtir
Reações: Edu Barros

jairopicanco

Viciado
4,400
8,568
Manaus
Gostei dessa lista. Acho que só da M$ lançar continuações como Sunset 2, Ryse 2 e Quantum Break 2, já teria um impacto forte na comunidade.
Boas sementes foram plantadas no início de vida do Xbox One. Aí vai do interesse da M$, porque creio ter mercado pra esses que citei.
Ori 2 já teremos :heart_eyes:

Desconfio que esse adiamento do Crackdown se dê mais por razões de calendário, e não só do jogo em si, mas de vários outros da M$.
Explico: Adiando Crackdown 3 pra uma janela de meados 2018, ela ganha tempo no desenvolvimento de outros jogos não-anunciados. Um remanejo estratégico.

Para o Xbox One em si em si não creio ter danos comerciais um fim de ano menos recheado de exclusivos, tendo em vista que o motor das vendas de console no fim de ano tem sido os multiplataformas. Até acharia melhor a M$ rever essa estratégia de concentrar quase toda a line up do ano no 2º semestre.
Poderia distribuir mais no 1 semestre também, que tem se mostrado lucrativo pra algumas publishers, pela menor concorrência de jogos.

A curto prazo, é firmar alguns acordos aqui e ali, como o PUGB.
A médio e longo prazo, é esperar anúncios na Gamescom e E3, com a atual política da M$ de só mostrar algo novo numa etapa avançada de desenvolvimento.
 

ronabs

Opa
Moderador
11,014
20,556
Porto Alegre
Gosto bastante do Ryan, até mandei mensagem pro cara (sei lá se ele leu) quando a Maggie (boxer dele) morreu um tempo atrás, mas nesse caso parece mais um "Microsoft, faça os jogos que eu gosto". Das 7 soluções, 5 passam diretamente por continuar algo que já foi feito, 1 mais ou menos porque tem que ver o quanto de "sucessor espiritual" tem ali, e só uma (Xbox Live Arcade) abre espaço pra novas ideias. E a gente sabe que a Microsoft sofre muitas críticas por não arriscar muito fora dos jogos com retorno mais garantido.

Desculpem dizer, mas Gears of War e Halo não tem mais a relevância de antigamente, muitos outros jogos foram lançados no período, beberam dessas fontes e em muitos casos evoluíram suas mecânicas. Ainda podem ser jogos muito bons, mas desceram do degrau "espetaculares/revolucionários/game changers" que um dia ocuparam. É por isso que a Microsoft se esforça bastante pra ter um bom suporte nesses jogos, com Forza também, e não há mal nenhum nisso, mostra comprometimento em garantir a longevidade desses títulos. Mas também pode ser visto por outro ângulo: é o que tem, então é bom fazer algo que a pessoa fique 100/200/300/400 horas jogando, porque se não gostar disso amigo, o leque de opções diminui consideravelmente.

Investir em algo novo é complicado, é arriscado, pode dar errado, vai ganhar dinheiro em algumas oportunidades e perder dinheiro em outras, mas na minha opinião é o que mais faz falta pra Microsoft e o motivo dela ver cada vez mais jogadores olhando pra outras plataformas com carinho ao invés da sua.

As melhores experiências que tive nos jogos exclusivos do Xbox One até o momento foram, vejam só, com títulos novos: Ori and the Blind Forest, Quantum Break, Ryse e Fru, um joguinho despretensioso de Kinect que praticamente ninguém comprou mas que usa o aparelho do jeito certo. Rare Replay, apesar de ser uma coletânea de jogos antigos, é um trabalho primoroso de um estúdio histórico da indústria. Voodoo Vince comprei também e to jogando, Cuphead vou comprar quando lançar, estou empolgado com Sea of Thieves, e ainda tenho D4 e Sunset Overdrive ali me esperando qualquer hora. (Obs.: todos os já lançados foram comprados, mostrando um pouco o meu suporte a essas ideias/propostas, nenhum veio através do GwG)
 
Última edição:

CaptainXbox

Viciado
1,135
2,032
São Paulo
Na visão dele, Tio Phil poderia:

1) Rebootar Fable com a Rare
2) Fazer um RPG com visão em primeira pessoa da série Shadowrun
3) Trazer de volta Crimson Skies
4) Alan Wake 2... só faça.
5) Contratar Tomonobu Itagaki para fazer um sucessor espiritual de Ninja Gaiden
6) Produzir Splinter Cell: Chaos Theory 2 o quanto antes
7) Trazer de volta o programa Xbox Live Arcade
1 - Rebootar Fable pela Rare? Isso seria desperdício de talento, investem numa nova IP ou trazem de volta uma IP da Rare.
2 - RPG precisa estar no Xbox de uma forma ou outra, que seja em FPS, TPS mas precisa estar, Xbox está devendo nesse quesito.
3 - Com a retro do primeiro Xbox, a Microsoft pode analisar mais o território de como está a base de fãs dos jogos antigos e quem sabe podem pensar numa sequência deles ou reboot, mas se fosse pra trazer de volta algum jogo do OG XBOX seria Otogi.
4 - Só faça, Alan Wake 2 na engine do Quantum Break.. Ui..
5 - Trazer Ninja Gaiden de volta seria sensacional, façam isso acontecer também.
6 - Splinter Cell é cara do XBOX Sam Fisher é caixista só vem também.
7 - Isso abriria mais as portas para jogos que no futuro podem crescer, State of Decay por exemplo nasceu da Xbox Live Arcade do 360 e se voltarem com isso no Xbox One abriria muitas portas para franquias que podem brilhar no futuro. (Sou fã de Bloodforge e Too Human.)

É um bom pensamento do cara que é viável para a Microsoft Studios fazer agora. Mas eu pessoalmente agregaria mais coisa ai, Sunset Overdrive 2 e uma sequência de Ryse olha cairia bem viu.
 
  • Curtir
Reações: predopontocom

Victal

Viciado
10,648
9,468
Acho que qualquer fã da marca consegue montar uma lista assim.
Eu acho que Fable é urgência, é o RPG do Xbox. Tinha que estar lá na primeira leva, bom estava né, mas não na sua forma original.

De resto, nessa geração, os momentos que mais me fizeram ter vontade de comprar um Xbox One foram nos anúncios de Scalebound, Quantum Break e Sunset Overdrive. Acho que o Xbox precisa de mais desses momentos. Jogos que ninguém sabia que existiam e surpreenderam todo mundo. Já faz um tempo que a MS não nos surpreende.
 
Última edição:

Coruja

Viciado
1,478
766
na minha opiniao a sede de dinheiro da microsoft que ela ta tendo nesses ultimos anos so trouxe prejuizo pra ela mesma

varios jogos de xbox foram e continuam sendo cancelados e varios estudios tao fechando, nao pq o studio resolveu cancelar o jogo ou fechar as portas por conta propria, e sim pq a microsoft exige que eles facam o jogo rapido e que obrigatoriamente o jogo deve dar muito dinheiro. O studio que nao terminar rapido o jogo ou fazer um jogo que nao der dinheiro, eh pe na bunda e tchau. Eh assim que a microsoft perdeu e continua perdendo varios jogos de xone

o scalebound por exemplo foi cancelado pq o studio pediu mais um tempo pra terminar o jogo mas a microsoft deu um pe na bunda deles ao inves de um tempo a mais pra terminar de polir o jogo

o forza eh outro jogo da propria microsoft que deu uma boa caida a partir do FH2 onde apesar de melhorar em grafico e jogabilidade, a cada ano o jogo fica cada vez mais mercenario, vindo cada vez mais incompleto e com cada vez mais propagandas pra todo lado querendo que a gente pague essas coisas que foram removidas do jogo de proposito pra depois vender como DLC pago. Isso sem esquecer que a cada ano que passa os DLCs ficam cada vez mais caros (o FH2 por exemplo tinha uma expansao de R$40, ja o FH3 tem duas custando R$77 cada uma). O negocio eh tao absurdo que ate comprando a versao ultimate do jogo ele continua pedindo mais dinheiro ainda querendo que a gente compre os DLCs pagos que nao vem nem na versao ultimate

outro jogo cancelado foi o alan wake 2, pq o alan wake 1 nao tinha vendido tao bem como a microsoft queria e ai a microsoft falou pro studio (remedy) fazer outro jogo diferente (quantum break) ao inves de um alan wake 2, que por sinal o quantum break tbm nao vendeu muito bem entao eh so questao de tempo ate ser anunciado que a remedy tbm levou um pe na bunda (talvez ate ja tenha levado e nao divulgaram)

o fable legends tbm eh mais um da lista que podia ter sido um bom jogo mas foi cancelado, pq o jogo tava sendo desenvolvido tudo tranquilo ate que certo dia a microsoft achou que o jogo free-to-play nao ia render dinheiro pra ela entao resolveu cancelar tudo e fechar o studio

isso sem esquecer do caso da rare, em 2008 (acho) a microsoft comprou a rare e transformou ela numa escrava obrigando ela fazer os jogos de kinect que nenhum outro studio queria fazer, so que como o kinect nunca vendeu tao bem, os jogos da rare tbm nao venderam tao bem e depois a propria microsoft botou a rare de molho, so nao chutou pra fora pq o studio eh dela mesma, mas ela tbm nunca mais pediu nenhum jogo novo. Tanto eh que a microsoft so foi correr atras da rare depois que ja ela mesma ja tinha chutado varios outros studios, e ai quando a microsoft percebeu que ja perdeu tantos jogos que a line up de jogos do ano virou um desastre, bateu o desespero e ela comecou aceitar qualquer jogo que aparecesse na frente. Foi ai que por ultima opcao saiu o acordo da rare desenvolver o sea of thieves

resumindo, em todos esses casos foi a propria microsoft que fez o erro e depois ela mesmo bota a culpa no studio e chuta ele pra fora. Eh tanta sede de dinheiro que a coisa ja comecou sair do controle. A microsoft ja perdeu varios jogos e studios que podiam ter feito grandes jogos mas acabaram sendo chutados simplesmente pq a microsoft queria que o jogo ficasse pronto "pra ontem" e nao ficou, ou queria que o jogo tivesse dado um lucro de X milhoes e nao deu

entao na minha opiniao a solucao pra consertar o problema dos 1st party de xbox seria a microsoft parar com essa sede de dinheiro, ela tem que deixar os studios trabalhar em paz ao inves de ficar exigindo que o jogo fique pronto logo e que ele venda X milhoes de copias. Com ctz se nao tivesse essa pressao em cima dos studios eles iam arriscar muito mais e ia acabar desenvolvendo jogos novos e melhores, ao inves de fazer tudo mal feito por causa de prazo curto ou ate deixar de lancar um jogo com uma ideia nova tendo medo de levar um pe na bunda se nao der certo
 
  • Curtir
Reações: Lobo Larsen

kaizen

Suspenso
2,105
2,591
Uberaba
Sinceramente, achei uma matéria bem nada a ver. É basicamente ''o que eu quero'' e não uma proposta de solução para o problema. O problema na minha opinião é custo x retorno. Como eu disse em outro tópico, um jogo como PUGB (abreviam assim, certo?), se fizer tanto sucesso no Xbox quanto faz no PC, vai vender bastante, talvez mais do que Sunset e Quantum Break. O que fazer em uma situação assim? Pois do ponto de vista comercial é bem simples de entender o porquê da Microsoft preferir investir em um port de um indie do PC do que bancar uma superprodução. Sinceramente, não tenho ideia de como resolver o problema.
 

Edu Barros

Viciado
PXB Gold
5,249
6,764
Ribeirão Preto
Gostei das ideias do Ryan. Ele é um caixista sensato, que sempre levanta os problemas da plataforma e analisa de forma inteligente. Recomendo que leiam a matéria completa, é bem interessante. Eu não necessariamente concordo com tudo, mas as sugestões dele foram muito boas.
 
  • Curtir
Reações: Aelurio e HelderSR

Rafael Marques

Viciado
720
1,514
São Paulo
Na boa, enquanto a gente é fã fica fácil falar. Acho que gerenciar na pele o negócio deve ser complicado, ainda mais atrás do principal concorrente e com a pressão de que a divisão deve receber do alto escalão (como recebeu para o Play Anywhere pra vender Windows 10). Mas pra entrar na brincadeira tá aí:

  • Compra da Crytek e desenvolvimento de Ryse: Son of Rome 2 para 2019 ou 2020 com um conceito inovador de guerra online em tempo real, com batalhões em IA com auxílio da nova tecnologia da Microsoft. Uso dos benefícios da engine para outras first-partys enquanto isso.
  • Uma terceira franquia para Forza, um spin off de kart que custasse 30~40 dólares e que reunisse os personagens clássicos de Halo, Gears e das franquias da Rare. Sairia no primeiro semestre e não contrastaria com os lançamentos anuais intercalados de Motorsport e Horizon
  • Produção de Sunset Overdrive 2 para Xbox logo após o encerramento da produção de Spiderman da Insomaniac.
  • Contrato de desenvolvimento da franquia Fable com um estúdio externo, conceituando num grande MMORPG always-on.
  • Contrato de desenvolvimento da franquia Lost Odyssey/Ninja Gaiden/Nova IP com um estúdio externo, conceituando em um RPG/Hack'n Slash cooperativo de campanha.
  • Rare trabalhando em Conker ou Banjo logo após Sea of Thieves, mas sem um grande desenvolvimento. Jogo de $30~40.
  • Fim do contrato de exclusividade com Dead Rising, a menos que fosse relativamente barato manter essa exclusividade. Caso contrário, o dinheiro seria remanejado para o desenvolvimento de franquias como State of Decay.
  • Manter contato com a Remedy para produção de Alan Wake 2 imediatamente ou após seu trabalho com as thirds.
  • Mais DLCs de campanha para seus jogos. Halo 5 e Gears 4 poderiam receber o que Uncharted 4 e Infamous Second Son receberam: uma DLC standalone de história baseada na própria estrutura do jogo.
Se fosse uns 2 anos atrás dava pra fazer mais coisa, então tudo isso aí seria pra reverter a situação lá pra 2019~2020. Indústria dos videogames é tipo xadrez, suas ações são mais voltadas para o futuro do que para o presente. Mas pode ter certeza que eu não faria cagadas como fechar a Lionhead no passado, por mais complicada que seja a situação estivesse.
 

CaptainXbox

Viciado
1,135
2,032
São Paulo
  • Mais DLCs de campanha para seus jogos. Halo 5 e Gears 4 poderiam receber o que Uncharted 4 e Infamous Second Son receberam: uma DLC standalone de história baseada na própria estrutura do jogo.
Se fosse uns 2 anos atrás dava pra fazer mais coisa, então tudo isso aí seria pra reverter a situação lá pra 2019~2020. Indústria dos videogames é tipo xadrez, suas ações são mais voltadas para o futuro do que para o presente. Mas pode ter certeza que eu não faria cagadas como fechar a Lionhead no passado, por mais complicada que seja a situação estivesse.
Cara isso deveria estar acontecendo, não joguei Quantum Break ainda, mas acho que uma DLC se encaixaria bem no jogo, po Alan Wake teve duas DLCs e foram excelentes e isso serve pro Gears 4 também a SOMBRA DE RAAM do Gears 3 era bom demais velho deveriam fazer uma DLC standalone também, mas como ela já tem aquela "má fama" de só tem Gears, Halo e Forza imagine ela decide fazer isso né? Enfim.. se bem que o Forza Horizon 2 teve a DLC do Velozes e Furiosos standalone mas o que eu queria mesmo era do Gears 4.

Outra coisa que eu ACHO que não deveriam fazer é fecharem a Press Play, fechar a Lionhead pra mim até beleza porque estava faltando criatividade no estúdio, mas a Press Play foi um desperdício imenso pra mim eles estavam bastante empenhados no projeto que estavam fazendo e parecia ser um jogo legal, é uma pena terem fechado.
 
  • Curtir
Reações: predopontocom

kaizen

Suspenso
2,105
2,591
Uberaba
Antes eu não via tanto problema em terem fechado a Lionhead, mas não investiram em nenhum novo estúdio ou até mesmo um contrato para produção de um grande jogo, ao que sabemos. Única coisa que eu sei é aquele Studio Gobo, mas não parece ser um estúdio tão competente, analisando o histórico deles.

Sei lá, acho que é bem estabelecido que a Microsoft deveria montar novos estúdios, mas certamente isso não deve ser tão simples. Entretanto, um Sunset Overdrive 2 e Alan Wake 2 já deixariam as coisas bem agradáveis.

Enviado do meu XT1069 usando o app mobile do PXB!
 

IronLexPM

Viciado
2,417
2,322
Barbacena
Realmente os jogos first sempre foram um calcanhar de aquiles na MS... melhorou MUITO com o XONE, mas ainda deixa a desejar.

Basta olhar esse ano, por exemplo.

Outro fato interessante, é esse que mostra que numericamente, em 9 meses o Switch vai ter mais exclusivos do que o XONE em seus últimos dois anos.

Fui dar uma olhada no 2014 do XONE e se fizer uma comparação naquela época, veremos que o Switch também veio atropelando geral.

Big N fez bem o dever de casa... para os que achavam que ela estava morta, olha ai o defunto puxando o pé dos outros rs.
Esse argumento do switch não acho válido, consoles da Nintendo sempre sobreviveram a base de seus exclusivos, afinal, se não for exclusivo o que as pessoas vão jogar no switch?

Sobre o Xbox, realmente a MS tem de melhorar isso, tem mto jogo bom que eles poderiam ser aproveitar, mas nada fazem ou bem menos do que deveriam.

Eu daria maior liberdade aos estúdio internos como a 343, Turn10 e a Coalition para criação de novas franquias;

Já teria comprado ou feito um contrato de exclusividade bem longo a Remedy e a Playground Games(Forza Horizon);

Fable nas mãos da rare seria uma boa.
 
Última edição:

jairopicanco

Viciado
4,400
8,568
Manaus
Sinceramente, achei uma matéria bem nada a ver. É basicamente ''o que eu quero'' e não uma proposta de solução para o problema. O problema na minha opinião é custo x retorno. Como eu disse em outro tópico, um jogo como PUGB (abreviam assim, certo?), se fizer tanto sucesso no Xbox quanto faz no PC, vai vender bastante, talvez mais do que Sunset e Quantum Break. O que fazer em uma situação assim? Pois do ponto de vista comercial é bem simples de entender o porquê da Microsoft preferir investir em um port de um indie do PC do que bancar uma superprodução. Sinceramente, não tenho ideia de como resolver o problema.
Acho que há um conflito de interesses. Tem a "velha guarda", que deseja jogos nos moldes tradicionais, superprodução single player e tal, sendo que a M$ parece cada vez menos disposta a investir em jogo assim.
Acho opções como Alan Wake 2 estão na mesa da M$, mas não são prioridade.
Não teve sequer 1 expansão de história pra Quantum Break, Gears 4, Halo 5 por exemplo, mas teve amplo suporte no multiplayer desses 2 últimos que citei.

Eu desconfio que jogos only single player diferenciados venham por meio do [email protected] Já as produções de maior orçamento tendem a ser no padrão do Sea of Thieves, Crackdown 3 e State of Decay...

Pior é constatar que, vendido do jeito certo, PUGB pode alavancar mais console Xbox do que Alan Wake 2, Fable 4 e todos o resto combinados.
O que desafia certos padrões de jogo grandioso que crescemos vendo nos consoles.
 

blimbou

Viciado
455
389
Belém, Pará
Rebootar fable nas mãos da Rare? Tá doido?
Se a Rare tá desde 2014 se batendo com o sea of thieves, cujo interesse da grande maioria por esse game é ZERO.
A MS tem que ouvir os fãs. Desde que a MS adquiriu a Rare o que os fãs querem é uma porra de um game do Battletoads, será que é tão difícil esses caras perceberem isso?
Ninja gaiden seria uma boa, mas o itagaki pisou na bola com o devils third.
A MS tem que investir nas licenças que ela tem da rare. revitalizar Conker, Jet force , battletoads. mas trazer por trazer também não, tem que selecionar estúdios que façam a coisa bem feita.
 

CaioNF

Novato
631
445
Acho que há um conflito de interesses. Tem a "velha guarda", que deseja jogos nos moldes tradicionais, superprodução single player e tal, sendo que a M$ parece cada vez menos disposta a investir em jogo assim.
Faço parte dessa tal velha guarda, e já tinha percebido essa ideia deles. O próprio Gears of War 4 (franquia que me fez comprar o 360 na época) tem uma campanha bem abaixo dos demais, e um foco muito exagerado no multiplayer. Infelizmente (pra "velha guarda") o xbox está se tornando uma plataforma com foco no multi, enquanto o ps ainda aparece com otimos jogos single.


Enviado do meu LG-K220 usando o app mobile do PXB!