Rumor Central de Rumores Xbox - "Eu aumento, mas não invento"

1,711
1,194
São Carlos
Sim, por isso tudo que você falou, "desistir do console de uma vez" não tem cabimento. E por isso ninguém da MS está falando nisso, muito pelo contrário. Como o Raymon já disse, a ideia é somar.
Eu particularmente acho que o modelo da Live Gold está desencaixado da realidade. Entendo que a MS precisa agregar funcionalidades a esse serviço, até para quem sabe ele passar a fazer sentido inclusive para um usuário de PC. No início, o XBox 360 foi o primeiro console que você podia assistir Netflix. E o app só podia ser acessado se tivesse Live Gold. Era estranho já de cara, mas o tempo foi passando e o estranho virou ridículo, com o Netflix espalhado nos mais diversos dispositivos e apenas na plataforma Xbox você precisava de uma segunda assinatura para utilizá-lo. Na primeira E3 do Spencer na chefia do Xbox, isso caiu.
Está na hora da próxima readequação da Live Gold.
Meu medo Saci, é que ocorra uma "desvalorização" ai as vendas começam a ficar muito fracas, e ai acaba não compensando mais.
Eu acho que se todas forem pra esse caminho, de serem tudo aberto, o Xbox ganha muito em Hardware, mas se só ele fizer isso, é como falamos ali atrás, ele ganha dinheiro de outras frentes mas começa a ficar muito atrás, ai pode acontecer essa de "desistir" meio que naturalmente, por falta de espaço no ramo.

Por isso acho que essa transição, tem que ser feita com calma, bem pensada e observando as outras 2 que ainda estão no Hardware.

Querendo ou não, temos 3 bem estabelecidas, acho muito dificil uma outra empresa entrar e ja ser muito sucedida.
 
  • Curtir
Reações: Péricles Freitas

ronabs

Opa
Moderador
11,014
20,556
Porto Alegre
Por isso acho que essa transição, tem que ser feita com calma, bem pensada e observando as outras 2 que ainda estão no Hardware.
Mas está sendo feita com calma, já faz alguns anos que começaram e ainda vai levar um tempinho pra decolar. O futuro do mercado parece mesmo ser o streaming, e a Microsoft falou que a fase de testes deve acontecer ainda em 2019, aí a gente tira mais quanto tempo vai levar pro negócio ficar efetivamente pronto e ser disponibilizado pro grande público.
Querendo ou não, temos 3 bem estabelecidas, acho muito dificil uma outra empresa entrar e ja ser muito sucedida.
As três estão estabelecidas no método tradicional de distribuição, seja físico, seja digital. A Sony já está no mercado de streaming desde 2015 mas não faz tanto barulho (talvez pelo serviço ainda ser bastante restrito a duas dezenas de países), apesar de que ele aparentemente funciona e rende bons frutos. Mas não tem nenhum player estabelecido no streaming como o modelo a ser seguido, como o "ó aqui como se faz direito". Quem chegar primeiro nesse patamar tem grandes chances de se sair bem lá na frente.
 
1,711
1,194
São Carlos
Mas está sendo feita com calma, já faz alguns anos que começaram e ainda vai levar um tempinho pra decolar. O futuro do mercado parece mesmo ser o streaming, e a Microsoft falou que a fase de testes deve acontecer ainda em 2019, aí a gente tira mais quanto tempo vai levar pro negócio ficar efetivamente pronto e ser disponibilizado pro grande público.
Duro é aquela coisa ronabs, a MS tomou a dianteira e parece não estar sendo seguida, ou não com todas essas ideias, por exemplo, a Sony tem a PS Now no PC, mas pelas declarações e posturas, não vejo ela cedendo pra outra plataforma concorrente, ja na MS isso é uma coisa que vejo possivel.

E quando você é o pioneiro, tem os dois lados da moeda, pode dar muito certo ou muito errado. Espero que de tudo certo.


As três estão estabelecidas no método tradicional de distribuição, seja físico, seja digital. A Sony já está no mercado de streaming desde 2015 mas não faz tanto barulho (talvez pelo serviço ainda ser bastante restrito a duas dezenas de países), apesar de que ele aparentemente funciona e rende bons frutos. Mas não tem nenhum player estabelecido no streaming como o modelo a ser seguido, como o "ó aqui como se faz direito". Quem chegar primeiro nesse patamar tem grandes chances de se sair bem lá na frente.
Ah sim, me referi ao metodo tradicional mesmo. Sobre a PS Now, por não ter aqui no Brasil, não acompanhamos muito, pelos numeros que eles soltaram parece que é um serviço que rende muito mesmo, mas eu vejo mais ela expandindo em não concorrentes apenas sabe? Ja a MS vejo ela podendo ir pra todos os horizontes, concorrência ou não.
 

Maxximu

Casual
2,971
2,059
Deixa eu traduzir pra quem não entende o que é LIVE:

LIVE = Conta Microsoft. (achievements, friend lists, clubs, etc)
"Live Gold" é um SERVIÇO que utiliza a LIVE (que é gratuita).

Agora que você sabe isso, a MS vai colocar a LIVE em outros dispositivos.
Volta e leia seu post para ver se foi isso mesmo que você queria falar.

:)
 
1,711
1,194
São Carlos
Deixa eu traduzir pra quem não entende o que é LIVE:

LIVE = Conta Microsoft. (achievements, friend lists, clubs, etc)
"Live Gold" é um SERVIÇO que utiliza a LIVE (que é gratuita).

Agora que você sabe isso, a MS vai colocar a LIVE em outros dispositivos.
Volta e leia seu post para ver se foi isso mesmo que você queria falar.

:)
Ela não colocou só Live na steam, ela colocou Halo.
 
  • Curtir
Reações: 2JLR

Wenimaths

Viciado
335
326
Natal
E quando você é o pioneiro, tem os dois lados da moeda, pode dar muito certo ou muito errado. Espero que de tudo certo.
Mas se formos olhar bem, Guilherme, não aconteceu nada de extremo (ainda), digamos assim. Halo Infinity ainda só está anunciado para plataformas MS, nada de Steam, o mesmo para os demais jogos que estão por vir.
Vai ter um dia que isso acontecerá, mas a gente não sabe quando é.
 
  • Curtir
Reações: Guilherme Augusto
1,711
1,194
São Carlos
Mas se formos olhar bem, Guilherme, não aconteceu nada de extremo (ainda), digamos assim. Halo Infinity ainda só está anunciado para plataformas MS, nada de Steam, o mesmo para os demais jogos que estão por vir.
Vai ter um dia que isso acontecerá, mas a gente não sabe quando é.
Você tem razão, mas pela postura e pelas declarações, eu acho que vai ser uma tendencia, o que eu acho que ATÉ a Steam é acertada.
 
  • Curtir
Reações: Wenimaths

Rafael Marques

Viciado
719
1,514
São Paulo
Não aconteceu nada de extremo (ainda), digamos assim
A questão não é só o fato do Halo ter ido para Steam, mas a diretriz e as barreiras que estão sendo quebradas com isso. Corrijam-me se eu estiver enganado, mas nenhum jogo produzido por um estúdio interno da Microsoft tinha saído na Steam até o momento.

Antigamente, a barreira era o hardware. A Microsoft foi lá e cruzou a linha, levou Gears 4 e Forza Horizon 3 no lançamento para o PC. A justificativa era "Windows 10 e Windows Store é da própria Microsoft, provavelmente ela quer alavancar essas plataformas".

Com Halo na Steam ela quebra outra barreira. Se antes levar um jogo a um outro hardware não era um problema, desde que ela tenha o controle da plataforma, com MCC na Steam ela demonstra não se importar em receber um percentual e ter seus jogos em lojas e plataformas não controladas por ela. Está indo tão longe que nem a EA ou Ubisoft arriscaram na Steam e preferem suas própria plataformas.

Então se não existem barreiras de hardware ou de loja/plataforma, o que a impede de levar games a outros consoles? Tem gente que fica feliz com a ideia, outros pensam um pouco mais sobre a marca. Completamente normal, você altera os incentivos e os agentes reagem de acordo. A Xbox não é afetada, todo mundo vai continuar jogando Halo, Gears e Forza, mas as outras plataformas começam a se tornar mais interessantes também, e isso pesa na escolha individual de cada um. Pra alguns, esse aumento de vantagens em outras plataformas não é suficiente para trocar ou adquirir uma outra plataforma, mas para outros pode ser. Simples assim. Mudou os incentivos, mudam as escolhas.
 
  • Curtir
Reações: Péricles Freitas

Wenimaths

Viciado
335
326
Natal
Corrijam-me se eu estiver enganado, mas nenhum jogo produzido por um estúdio interno da Microsoft tinha saído na Steam até o momento.
Tem os Fable, da Lionhead Studios (que foi fechada).

Então se não existem barreiras de hardware ou de loja/plataforma, o que a impede de levar games a outros consoles?
Sony muito dificilmente iria aceitar Halo na sua loja e Nintendo sempre tem as questões técnicas inferiores, a não ser que sejam títulos mais antigos ou AA, como Ori.
 

ronabs

Opa
Moderador
11,014
20,556
Porto Alegre
Corrijam-me se eu estiver enganado, mas nenhum jogo produzido por um estúdio interno da Microsoft tinha saído na Steam até o momento.
Tem os Fable, da Lionhead Studios (que foi fechada).
Halo Wars e Max: The Curse of Brotherhood (das também fechadas Ensemble e Press Play) estão lá.
Está indo tão longe que nem a EA ou Ubisoft arriscaram na Steam e preferem suas própria plataformas.
Ubisoft vende jogos no Steam.
 
  • Curtir
Reações: Wenimaths

Saci

Heimdall dos Pampas
Moderador
9,328
11,563
Está indo tão longe que nem a EA ou Ubisoft arriscaram na Steam e preferem suas própria plataformas.
A Ubi na verdade vai colocar The Division 2 na Epic Store. Alegaram visibilidade. Mas aquele percentual maroto deve ter pesado forte.

No mais, concordo muito com essa parte (mas não só com essa):
Simples assim. Mudou os incentivos, mudam as escolhas.
Se eu vendo console, eu preciso criar interesse nele. Sem mensurar, um grupo de pessoas escolherá o console que tiver experiências que só ele tem (mesmo); outro grupo é avesso ao PC e vai escolher o console que tiver os jogos que o interessam mais; e mais grupos com pequenas variações, como por exemplo quem prefere console com o melhor custo-benefício em geral, ou que tem mais títulos do gênero preferido, e o popular grupo do "que for mais barato".

De qualquer forma, se a MS tiver um console (atual) à venda no mercado, e absolutamente todos os jogos desse console estão em outro console concorrente, qual será o diferencial desse produto? Se não tiver NENHUM, fica difícil ela justificar o produto. Pode ter algum diferencial que não seduza a todos, mas alguma coisa tem que ter. O que o @Guilherme Augusto tem comentado é que sente que a coisa está indo para o caminho de não ter nenhum diferencial e logo perder a razão de existir. Não é isso que eu vejo, mas o tempo dirá.
 

jairopicanco

Viciado
4,400
8,568
Manaus
De qualquer forma, se a MS tiver um console (atual) à venda no mercado, e absolutamente todos os jogos desse console estão em outro console concorrente, qual será o diferencial desse produto? Se não tiver NENHUM, fica difícil ela justificar o produto. Pode ter algum diferencial que não seduza a todos, mas alguma coisa tem que ter. O que o @Guilherme Augusto tem comentado é que sente que a coisa está indo para o caminho de não ter nenhum diferencial e logo perder a razão de existir. Não é isso que eu vejo, mas o tempo dirá.
A própria geração Xbox One sinalizou para a MS que um punhado de jogos MS restritos ao console em si não se mostraram capazes de mudar o panorama de vendas do console. As vendas de hardware se mantiveram no mesmo ritmo, com ou sem jogo MS Studios no PC.

Temos que ver se para o novo console a MS vai apostar num diferencial tecnológico ou de design de produto enquanto flexibiliza a oferta de jogos, ou se no próximo console ela resolve apostar de novo no conceito clássico de console parrudo + exclusivos only console.
 
  • Curtir
Reações: Péricles Freitas

Saci

Heimdall dos Pampas
Moderador
9,328
11,563
ou se no próximo console ela resolve apostar de novo no conceito clássico de console parrudo + exclusivos only console.
Conceito clássico não vai.
"Nós ouvimos os fãs que eles queriam mais conteúdo exclusivo de nós" foi dito de um ou dois executivos do Xbox sobre as novas aquisições. Já estávamos num cenário de Play Anywhere, de Quantum Break no Steam quando isso foi dito. Então não seria exclusivo sem incluir PC.
Sobrou os consoles concorrentes. Game Pass no Switch veio como rumor e não vingou até o momento.
Acho que ao longo desse ano algumas coisas podem ficar mais claras para quem está ansioso ou preocupado.
 

2JLR

Novato
862
486
De qualquer forma, se a MS tiver um console (atual) à venda no mercado, e absolutamente todos os jogos desse console estão em outro console concorrente, qual será o diferencial desse produto? Se não tiver NENHUM, fica difícil ela justificar o produto. Pode ter algum diferencial que não seduza a todos, mas alguma coisa tem que ter. O que o @Guilherme Augusto tem comentado é que sente que a coisa está indo para o caminho de não ter nenhum diferencial e logo perder a razão de existir. Não é isso que eu vejo, mas o tempo dirá.
Esse é o ponto... um console sem NENHUM diferencial fica complicado... a menos que façam um produto muito barato para conquistar o público.
O XOne já começou mal desde o seu anúncio... nasceu meio morto/moribundo e a Sony soube aproveitar estas fraquezas da M$ e com isso arrebentou de vender PS4. Vamos ver se a M$ aprende com os erros e esteja mais forte na próxima gen.

Mas, se o caminho for ter todos os jogos M$ no PC, volto a falar, que irei comprar os jogos da M$, mas consoles de forma alguma... como não ligo para jogar em 4K, um upgrade no meu PC não fica tão caro e, com isso, consigo aproveitar muitos jogos que acabam saindo mais em conta pela Steam.
 
  • Curtir
Reações: Péricles Freitas